Diabetes, esteroides sexuais na prática clínica, obesidade, nutrição, osso e metabolismo e esporte. Esses são os assuntos da próxima edição do Encontro de Tecnologia em Endocrinologia e Diabetes (ETED), que acontece em Belo Horizonte, nos dias 4 e 5 de maio.

O Dr. Rodrigo Lamounier, coordenador do ETED, destaca que a programação científica leva aos participantes temas interessantes e que vêm sendo bastante discutidos na endocrinologia. Serão colocados em pauta os principais avanços tecnológicos da área, em especial no que se refere ao diabetes.

Sobre o tema diabetes, o médico explica que serão realizados três módulos (dois sobre tratamento e um sobre as novas tecnologias). Dentre as novidades do mercado que serão apresentadas, o Dr. Rodrigo destaca a bomba com sensor de insulina, além da mais recente novidade, o pâncreas artificial.

O pâncreas artificial foi destaque de um dos eventos científicos da American Diabetes Association, em 2017. É o mais novo avanço no tratamento do diabetes tipo 1.

Aprovado, em setembro, pela agência regulatória americana (FDA), o pâncreas artificial é um sistema de bomba de insulina que combina a medição de glicose e a liberação de insulina em um mesmo equipamento. O diferencial com relação às outras bombas é exatamente isso. O processo nas demais bombas de insulina normalmente é feito de forma separada.

Ficou interessado no assunto? Acesse a área de inscrições e garanta sua vaga.